Gestação: veja os cuidados para que a visão da mãe e do bebê não seja afetada.

21 set
Gestação: veja os cuidados para que a visão da mãe e do bebê não seja afetada.

img_8790

Na gestação é comum que as mulheres passem por várias mudanças, desde emocionais até psicológicas e físicas. O que muitos não sabem, entretanto, é que a visão também pode sofrer alteração. Afinal, os altos níveis de progesterona, hormônio fundamental na gravidez, podem afetar o colágeno da córnea e ocasionar distúrbios temporários ou permanentes, tais como a síndrome do olho seco, sensibilidade à luz, mudança no grau ocular, visão manchada, desdobramentos da pré-eclâmpsia e do diabetes gestacional.

O oftalmologista Bernardo Cavalcanti, do Hospital de Olhos de Pernambuco (HOPE), explica que os hormônios sofrem alterações na gestação para que o corpo se adéque ao período. Em relação à síndrome do olho seco, o médico conta que esse problema é temporário e tende a sumir logo após o nascimento do bebê. Ele comenta ainda que as variações hormonais também podem ocasionar mudanças refrativas como o aumento da espessura e da curvatura da córnea e o aumento da curvatura do cristalino que poderão, em algumas situações, levar a um desvio refrativo, aumentando a graduação dos óculos ou lentes de contato. “Os sintomas mais frequentes para detectar a mudança são tontura e dores de cabeça”, pontua.

A chamada visão manchada ou a percepção de pontos pretos na imagem podem significar pressão alta na gravidez e exige bastante cuidado. Dr. Bernardo comenta que esse quadro requer acompanhamento médico, pois os níveis elevados de pressão sanguínea podem ocasionar o deslocamento da retina, ainda mais por conta da pré-eclâmpsia, um estado de hipertensão que ocorre normalmente depois da 20ª semana de gestação. “Os principais sintomas são a perda temporária da visão, embaço, maior sensibilidade à luz e formação de flashes”, explica, ressaltando que o diabetes gestacional é outro distúrbio que merece atenção pois, no Brasil, cerca de 7% das gestantes desenvolvem a doença. “Durante a gravidez, existe um aumento na produção do hormônio lactogênio placentário, que inibe a produção de insulina, aumentando os níveis de açúcar no sangue. Altas taxas associadas ao diabetes podem danificar os vasos sanguíneos que alimentam a retina, ocasionando na visão problemas relacionados à nitidez e ao foco”, diz Cavalcanti.

Como considerações gerais, o especialista aconselha que a gestante conte com um acompanhamento médico, incluindo visitas ao oftalmologista; tenha cautela ao usar medicamentos, pois a medicação errada pode ocasionar complicações na gravidez e opte sempre por um estilo de vida saudável. Isso também irá ajudar a prevenir que doenças prejudiquem a visão do bebê, principalmente durante o parto. A conjuntivite neonatal é uma infecção que envolve as pálpebras e a parte visível do olho. Podendo ser ligeira ou grave, essa doença pode produzir pequenas ou grandes quantidades de pus no recém-nascido, geralmente infectado durante o seu nascimento, ao atravessar o canal de parto, a partir do contato com secreções genitais maternas contaminadas.

Isso acontece porque os organismos causadores são geralmente as bactérias que vivem na vagina: a Clamydia, causa mais frequente de conjutivite neonatal, e o Streptococcus pneumoniae, o Haemophilus influenzae e a Neisseria gonorrhoeae (bactéria que causa gonorreia). A conjuntivite neonatal tem um índice de transmissão da mãe infectada para o recém-nascido de 30% a 50%. Existem três tipos de conjuntivite neonatal: aconjuntivite química, cujos sintomas aparecem horas após a administração do colírio de prata, ocasiona olho vermelho, sem secreção. A conjuntivite gonocócia, que ocorre geralmente no terceiro dia após o nascimento com quadro de secreção abundante, olhos vermelhos, edema de conjuntiva e vermelhidão das pálpebras. E a conjuntivite de inclusão (Clamydia trachomotis), que ocorre a partir do sétimo dia após o nascimento, com reação papilar na conjuntiva do tarso superior e inferior e discreta secreção das pálpebras.

Por isso, é essencial os cuidados durante o pré-natal e com a higiene da mãe. Para a conjuntivite química, que é provocada pelos sais de prata do colírio nitrato de prata, a criança fica boa em alguns dias apenas com colírios de lágrima artificial (lubrificantes). Para a conjuntivite gonocócia, é recomendado o uso da Penicilina cristalina, além de aplicação local de solução fisiológica. Para a conjuntivite neonatal não gonocócica, não há evidência de que o tratamento tópico ofereça benefício adicional e recomenda-se o uso de eritomicina.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
22 jan
Como se vestir durante a gravidez.

Hello futuras mamães o post hoje é para vocês!!!

A dúvida do que vestir nesse período aumenta quando nosso corpo começa a se transformar e nossas antigas roupas não fecham mais nos peitos e na cintura (o que aconteceu comigo)!
E como é uma fase, não precisamos sair comprando inconsequentemente! Podemos analisar o que temos em nosso guarda roupa e adaptar algumas peças (claro que outras vamos ter que investir, mas podemos investir em peças que vamos usar depois).

Eu, por exemplo, estou no 8 mês e comprei pouquíssimas coisas, minhas opções estão se esgotando agora só :p Desde que descobri minha gravidez (com quase 3 meses) algumas roupas não serviam nos seios.. agora então nenhuma fecha, apenas as que possuem elástico.

As T-Shirts e Camisas são peças chaves e confortáveis para esse momento, podemos usá-las com shorts ou leggings, outras peças essenciais para nós, as leggings são confortáveis e combinam com tudo!

image

Comprei alguns shorts na Riachuelo, com preço muito bom! Eles tem uma linha para mamães, encontrei algumas coisas legais, vale a pena procurar

E se quiserem investir em alguma peça sugiro que procurem por vestidos ajustados no busto, que deixam a barriguinha em evidência, são super confortáveis e femininos. Macacões mais largos na cintura, vestidos mais curtinhos evidenciando as pernas, decotes em “V” para alongar o visual, shorts jeans de preferência 1 ou 2 números a mais do qual você usa, para ficar bem confortável – no melhor estilo boyfriend!

image

Usei esse vestido em um evento, ele é uma delícia no corpo, mais uma vez com aquele modelo que realça os seios e evidencia a barriga. O decote é em V, o que suaviza as listras do modelo. A Recco tem uma linha própria para gestante, conforto é sua prioridade.

image

Essa foi minha primeira compra na gravidez, precisava de um vestido amarelo e não achava um modelo legal, decidi ir na Marisa dar uma vasculhada e achei essa coisa fofa que vocês podem ver na foto. Ele vai me servir durante o resto da gravidez e depois também vou poder usar. Ele custou R$ 70,00.

Sobre os calçados optem pelo conforto, sério! Eu amo salto alto, mas estou evitando pois fico muito cansada (dores nas pernas e lombar) Na última compra que fiz compre 1 salto (estava na promoção e era nude – dificilmente sairá de moda) o resto tudo rasteira e as mais confortáveis e claro modernas!
Abusem dos acessórios na hora de montar o look, um óculos legal, um colar bacana, uma bolsa descolada podem fazer toda diferença na produção final.
E aí mamães gostaram das dicas? Já compraram muitas coisas? As roupas de vocês ainda estão servindo?

image

A saia lápis evidencia a barriga e nos deixam ais elegantes. Combinei com uma camiseta básica e uma gladiadora de arrancar suspiros!

Contem tudo aqui!!

Beijos,
Pamella Ferrari

www.pamellaferrari.com
assessoria@pamellaferrari.com

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
09 ago
O que é uma Baby Planner?

texto blog

É com imensa alegria que a partir desta publicação começo a escrever mensalmente para a turma da Tia Mari.

Minha intenção é escrever artigos que venham ao encontro com as dificuldades e dúvidas de vocês, esclarecendo e dando suporte para gestantes, papais de primeira viagem e demais interessados por este universo gestacional e materno.

Assim como na época do seu casamento, você provavelmente sentiu-se perdida em muitos aspectos, ou não teve tempo para providenciar tudo que gostaria e da forma que sonhava, com certeza aconteceu o mesmo quando estava grávida, não é verdade? Possivelmente contou com a ajuda de uma assessoria de casamento, estou certa? Pois é, eu faço quase o mesmo, porém assessoro gestantes e suas famílias desde o teste positivo de gravidez, até o pós-parto.

Mas antes de me estender, quero me apresentar!

Prazer! Meu nome é Aline Daniele Jafet, formada em administração de empresas e Baby Planner certificada internacionalmente pelo IMI/IABPP.

Mas o que é, e o que faz uma Baby Planner?

A profissão de Baby Planner foi formalmente estabelecida e reconhecida , em setembro de 2006, quando Keely Paice lançou sua empresa no Reino Unido.

O papel de uma Baby Planner é instruir, apoiar, informar, e dar recursos necessários para evitar perda de tempo, dinheiro e demais transtornos para todos os envolvidos nesse momento tão especial da vida de uma mulher, a gravidez. Assim como ajudar a fazer o enxoval, comprar todas aquelas milhares de coisas que o seu bebê precisa, adaptar e estruturar a sua casa e vida para a chegada do herdeiro, levando em consideração o perfil, a rotina e o tempo disponível de cada família.

As Baby Planners também estão aptas a apresentar as diversas possibilidades de opções de parto e hospitais, alimentação saudável, segurança, entre outros.

A informação será a base de tudo para essa nova familia!

As Baby Planners não diagnosticam, tratam, ou recomendam remédios aos seus clientes. Ela só estará apta a fazer isso se tiver uma formacão, certificação ou licença complementar.

Há um equívoco quando as pessoas acham que a Baby Planner vai fazer todo o trabalho dos pais tirando assim o prazer da familia. Este não é o caso! O fato é que há um enorme número de serviços, produtos e pofissionais que são lançados no mercado diariamente. Portanto, contratar uma Baby Planner será uma forma de atingir exatamente o que a familia quer e precisa sem ter nenhuma perda de tempo e dinheiro com inúmeras informações desnecessárias.

COLABORAÇÃO: Aline Daniele Jafet     www.danieleassesgestante.com.br

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone